A participação da mulher no mercado de trabalho

Há muito tempo atrás se construiu o mito de que a mulher deveria cuidar da casa e dos filhos enquanto o homem era responsável pelo sustento da família. Devido a diversos fatos as mulheres tiveram que ajudar seus maridos e começou a inserção das mesmas no mercado de trabalho. Desde então elas vêm enfrentando preconceitos e desigualdades em relação aos homens, nos rendimentos, nos cargos e nas funções, nas taxas de desemprego, nos cargos de liderança, além de possuírem uma dupla jornada entre casa e trabalho.

A queda da taxa de fecundidade e o aumento no nível de instrução feminina vêm acompanhando a crescente inserção da mulher no mercado e aumentando a sua renda. Atualmente as mulheres possuem um nível de instrução maior que dos homens e apresentam características de natureza feminina que são essenciais nos cargos de chefia, como: flexibilidade, sensibilidade, intuição, administrar a diversidade, atenção aos detalhes, entre outros.

Hinc - Gestão de projetos 8

O último estudo da Catho online possui indicadores de que as mulheres já ocupam mais de 48% dos cargos de Supervisão, igualando-se aos homens, e 64% dos postos de Coordenação, destacando-se como maioria.

Mulher no mercado de trabalho

Desta forma, as mulheres já provaram serem tão competentes quanto os homens no que diz respeito ao mercado de trabalho. Entretanto, ainda existe certo preconceito que ao longo dos anos vai diminuindo, uma vez que as mulheres estão se destacando cada dia mais no “mundo empresarial” e lutando para obter a mesma participação que os homens neste mercado.

Banner pronto

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*
*